educação emocional


Concluindo os capítulos de “13 coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem”, Amy Morin nos alerta para a necessidade de manter-se atento aos comportamentos de autossabotagem. Ninguém é forte o tempo inteiro. É preciso monitorar os comportamentos e incorporar estratégias para a mudança. Aliás, a mudança é constante e virão […]

Concluindo: mantenha sua força mental


A paciência pode ser aprendida. Com certeza, vivemos tempos de aceleração. Tudo é rápido, mas nem sempre a realidade acontece conforme o nosso desejo. Por isso, desenvolver a paciência é fundamental para alcançar determinados objetivos na vida. Nem sempre a urgência é eficaz na obtenção dos resultados. Por vezes, a […]

A paciência como fonte de resultados


Sofrer na vida é uma das causas que levam algumas pessoas a pensarem que o mundo e a vida estão sendo injustos, que são merecedoras de toda a benevolência do universo. Bom, a grande verdade é que todos tem problemas. Reclamar e exigir do mundo, da vida, dos deuses… não […]

O mundo não deve nada a você: pare de pensar ...



É muito difícil para alguns de nós ficar sozinho e fazer a experiência do silêncio. Geralmente, estamos sempre conectados a web, ouvindo músicas ou simplesmente com a televisão ligada para “fazer companhia” (eu diria barulho de fundo). Continuando nossa série de resumo do livro “13 coisas que pessoas mentalmente fortes […]

Estar sozinho não é o mesmo que estar solitário.


Dando continuidade a nossa leitura do livro “13 coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem, de Amy Morin, hoje falaremos do fracasso: temido, frustrante, mas ao mesmo tempo uma grande oportunidade de aprendizado. “A maioria das pessoas de sucesso trata o fracasso apenas como o começo de uma longa jornada […]

Fracassos fazem parte do processo: não desista!


Quem nunca sentiu um certa inveja do sucesso dos outros? Isso é normal. É ruim quando o ressentimento começa a aparecer e permanecer como uma justificativa para iniciar uma mudança e trilhar seu próprio caminho. Amy Morin, no cpítulo 9, fala da inveja e do sucesso. E claro do ressentimento […]

Sucesso, inveja e ressentimento: faça seu próprio caminho, não copie ...



Geralmente, temos uma ideia superestimada de nós mesmos sobre a forma como aprendemos: temos a tendência de achar que aprendemos rapidamente com nossos erros. E isso não é bem verdade. Ocorre que, de maneira geral, repetimos nossos erros com frequência, sem aprender com eles. E isso faz parte de ser […]

Repetir os erros ou aprender com eles?


Ficar se lamentando e repassando as coisas que deram errado é umas das características das pessoas que se prendem ao passado. Diferente da autorreflexão, prender-se ao passado pode ser autodestrutivo e não conduz a manutenção de sentimentos negativos. Amy Morin, no Capítulo 7, de seu livro “13 coisas que pessoas […]

Curar o passado para desfrutar o presente e planejar o ...


Reconhecer quando um amigo ou colega está assustado, triste, irritado ou surpreso é uma espécie de chave fundamental para manter bons relacionamentos. Um novo estudo sugere, no entanto, que, se a habilidade para escutar os sentimentos alheios tomar proporções grandes demais, pode provocar uma dose extra de estresse – e, na […]

Empatia faz bem, mas é preciso administrar



A Psicologia, em suas mais variadas abordagens teóricas, confirma o poder da influência dos acontecimentos na infância ao longo da vida do indivíduo. Desse modo, fica claro que o que aconteceu na nossa infância acompanha-nos pela vida inteira, obviamente, cada pessoa terá a sua própria maneira de elaborar o que […]

Quer entender um adulto? Investigue a infância dele! | Por ...