Sucesso, inveja e ressentimento: faça seu próprio caminho, não copie dos outros.


Resultado de imagem para 13 Coisas que as Pessoas Mentalmente Fortes não FazemQuem nunca sentiu um certa inveja do sucesso dos outros? Isso é normal. É ruim quando o ressentimento começa a aparecer e permanecer como uma justificativa para iniciar uma mudança e trilhar seu próprio caminho.

Amy Morin, no cpítulo 9, fala da inveja e do sucesso. E claro do ressentimento que, permanecendo escondido, envenena a ação dos invejosos, criando um ciclo vicioso de sentimentos de injustiça, insegurança interior, amargura e má sorte. A inveja nasce de um certo desconhecimento do que se quer. Por exemplo: olhando para as conquistas de alguns atletas pode-se ouvir dizer que uma vida assim seria ótima, mas o que não se leva em conta são as horas diárias de treinamento, dieta controlada e vida regrada para alcançar tais vitórias.

Eis alguns problemas causados pelo ressentimento causado pela inveja:

  1. Você vai deixar de se concentrar em seu próprio caminho para o sucesso
  2. Você nunca vai ficar contente com o que tem
  3. Você vai negligenciar habilidades e talentos
  4. Pode ser que abandone seus valores
  5. Você estragar seus relacionamentos
  6. Você pode começar a exagerar suas conquistas

Uma forma de dominar a inveja é redefinir seu conceito de sucesso que pode ser passar mais tempo com a família, ter um trabalho mais tranquilo mesmo que ganhe menos, visitar mais os velhos amigos, manter seus valores e costumes familiares etc.

Se algo não está bom em sua vida, analise e mude: seu ambiente, comportamentos, pensamentos. É preciso monitorar e transformar as razões pelas quais algo não está bom. Reclamar e ressentir não levarão a lugar algum, apenas a piorar a situação.

Use algumas estratégias para mudar sua forma de pensar:

  1. Evite se comparar com outras pessoas
  2. Tome consciência dos estereótipos
  3. Pare de enfatizar suas fraquezas
  4. Pare de superestimar a força dos outros
  5. Não insulte as conquistas do outros
  6. Pare de determinar o que é ou não é justo
  7. Mantenha o foco na cooperação e não apenas na competição
  8. Atraia pessoas de sucesso e a convivência irá ajudar a melhorar

Enfim, concentre-se em suas qualidades, forças e talentos e busque formas criativas de desenvolvê-los e compartilhá-los.

Para saber mais, adquira o livro clicando aqui.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *